As Eras de Celúria #3 – A Era da Conflagração

Seguidores de Antares

“Eu vi o céu, as nuvens negras, vi a chuva, percorrendo as rochas, e sonhei com Sumo Altar. Eu vi Arthas e meu coração afundou em pesar. O aço da espada do gigante era frio como seus olhos naquele momento. Mas eu senti calor. O calor do Criador.”

– A Sagrada Vida de Antares. “O Filho do Criador

São seis as eras conhecidas pelos humanos:

  • A Era Livre
  • A Era do Império
  • A Era da Conflagração
  • A Era da Ingratidão
  • A Era da Retidão
  • A Era da Nova Alvorada

A seguir, há um compilado de rascunhos diversos, escritos pelo Fili Gulliver para serem usados como texto doutrinador.

A Era da Conflagração

Não se sabe por quanto tempo, mas segundo o livro “O Filho do Criador”, o terceiro compilado de textos da “A Sagrada Vida de Antares”, a era da conflagração foi curta e marcada por revoltas, guerras e heróis. Quando os humanos se revoltaram contra os reis gigantes e iniciaram uma guerra que durou décadas.

Antares, filho de camponeses, viveu nessa era. Ele recebeu uma visita do criador em seus sonhos, alertando sobre seu retorno, mas que só poderia voltar a terra e acabar com os reis gigantes se o Sumo Altar fosse tomado de volta. Na época, o local era utilizado como estábulo dos gigantes.

Antares iniciou uma peregrinação pela Terra Verde, pregando a palavra do Criador e arrebanhando fiéis que formavam uma verdadeira legião.

Os reis gigantes tentaram acabar com Antares. Primeiro, Aleus enviou Arthas, seu filho, para acabar com o jovem, mas tão poderosa é a palavra do senhor que Antares convenceu Arthas de que a fé no Criador é a única que poderia salvá-lo, fazendo o gigante ir se isolar nas montanhas, pensativo.

Virat, o maior dos reis gigantes, soprou, cuspiu e bateu o pé na terra, causando ventanias, chuvas e terremotos durante meses, e mesmo assim o grupo de Antares manteve-se unido, seguindo até o Sumo Altar para retoma-lo.

Por último, Celures mandou os Elfos para lutarem contra os humanos. É dito que essa batalha durou anos, mas que no final, Antares e a humanidade persistiu, com a ajuda de Arthas, que aparentemente foi convencido a defender os interesses do Criador. Essas são as “Três Provações de Antares”.

Antares chegou ao Sumo Altar, mas morreu sobre os degraus sagrados quando Arthas, o gigante filho de Aleus e o maior dos traidores, revelou que fingiu apoiar sua causa apenas para mata-lo. O gigante perfurou Antares no peito, com uma espada.

Os reis gigantes, vitoriosos, festejaram por dias a queda de Antares, enquanto a humanidade lamentava a morte do seu herói e rezava por sua volta.

Antares retornou, 7 dias após sua morte, com um par de asas, uma armadura de ouro impenetrável e uma espada em chamas. Ele liderou a humanidade contra os gigantes. A guerra durou por muito tempo, mas estava prestes a ser terminada quando Arthas enfim confrontou Antares. A mera visão de Antares foi o suficiente para Arthas se ajoelhar e pedir por clemência. Antares, o mais santo dos homens, perdoou seu algoz.

Sem dúvida, Antares foi o homem mais importante da história de Celúria.Segundo a Igreja Antariana, foi santo em vida e o primeiro dos guardiões na morte. Mas há historiadores e povos, principalmente entre os Gobnóides, que discordam dessas afirmações.

Alguns historiadores citam Antares como uma figura extremamente carismática e persuasiva. Isso dá margem a teorias que consideram Antares uma figura política e não religiosa.

O que realmente intriga os historiadores é o retiro de Arthas após o confronto com Antares. Alguns dizem que ali eles firmaram uma aliança contra os reis gigantes e que a morte de Antares pode ter sido uma encenação, devido a ausência de testemunhas. Isso arrebataria mais tribos humanas a sua causa, pois naquela época, estima-se que muitas delas ainda estavam sob o domínio das Três Coroas Pagãs.

É claro que a Igreja Antariana condena esse tipo de afirmação e pune de maneira rígida aqueles que nela acreditam.


Acompanhe o cenário através do índice e da página do facebook. Até a próxima!

Anúncios

Um comentário sobre “As Eras de Celúria #3 – A Era da Conflagração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s