Reinos de Celúria #5 – Gegânia

Gegania Orcs

“Tão certo quanto o fim de uma nova alvorada, as brumas do crepúsculo invadem nossa terra, assim como previsto pela profecia do Primeiro. Nós voltaremos para tomar de volta o que é nosso. Para escorraçar os filhos do Espírito Rebelde e trazer a harmonia à Terra Verde.

– Akrave Apunhalador.”

Breve História: de todos os reinos e nações de Celúria, a Gegânia é a mais nova. Fundada por Appos Mediador após a Guerra Pela Verdade, o reino é uma grande mistura entre um povo governado por um Gegen, uma espécie de rei, e várias tribos governadas por diferentes líderes que se reportam ao Gegen. Acredita-se que os geganis nasceram da relação de um gigante com um humano, devido ao seu tamanho e força. Além disso, eles ainda falam um idioma muito semelhante ao dos gigantes, que inclusive está presente no nome do reino. Gegen significa “líder gigante”, e Gegânia seria algo como “a terra do líder gigante”. Continuar lendo

Anúncios

Canções de Celúria #1 – O Contrato

Sejam bem vindos a uma nova série de contos do Carisma Zero!

As Canções de Celúria são contos baseados em sessões de RPG do meu grupo neste meu cenário, cujo progresso você pode acompanhar aqui.

Agora puxe uma cadeira, peça uma caneca de cerveja e aprecie a história contada por este humilde bardo que vós fala.

Sistema: Old Dragon (D20).

Personagens:

  • Acácio (nível 5): Euroquiano Assassino. Costuma ser silencioso, observador e muito esnobe. Gosta de criar e pesquisar sobre venenos e seus efeitos. Sua família é composta de ricos mercadores que vivem na Euróquia, mas Acácio esconde sua profissão como mercenário deles.
  • Axell (nível 5): um Licário Explorador dotado de grande carisma e bom humor, que procura resolver seus problemas com diplomacia e acredita que influência é o verdadeiro poder. Foi criado por um nobre torlosiano cujo o filho nutria muita inveja de Axell. Quando esse nobre morreu, o licário foi expulso e caçado. Desde então se vira como pode para sobreviver.
  • Darion (nível 5): Euroquiano Espadachim. Filho de um nobre que auxilia o Benfeitor da Euróquia, ele cresceu aproveitando o dinheiro e o status de sua família até ser expulso de casa com mais de 20 anos. Desde então trabalha como mercenário, procurando brigas e tudo o que vida oferece de bom.
  • Solomon (nível 5): Platonino Mestre dos Vigores. Antes de iniciar seus estudos e experimentações com a arcanita, ele teve uma filha com sua atual esposa, Marie. Solomon, já muito inclinado aos estudos alquimicos, decidiu tornar-se um alquimista a principio para formar uma loja de poções e dar uma boa vida a sua filha, mas inevitavelmente obteve gosto pela aventura.

Juntos, eles fazem parte de uma guilda de mercenários criada há dois anos, porém ainda sem uma sede. Eles a chamam de Lobos de Aluguel – ou Cães de Aluguel, como Darion insiste em modificar – e tem certa fama em alguns lugares.

Floresta

Um estrondo afrontou todos os pássaros que repousavam nas árvores em volta de Joans. O fedor da pólvora incensou o ar por um momento, até ser difuso pelo aroma característico das folhas que começavam a cair naquele fim de verão.

Nunca imaginariam se não tivessem visto, mas Joans, o velho caçador de animais, era notavelmente preciso com sua bacamarte. O tiro jogou o gegani contra uma árvore, pintalgando a casca com vermelho. O segundo deles rodopiava um machado com ferocidade, porém faltava-lhe a destreza necessária para atingir Darion, que dançava em volta do oponente desferindo estocadas de florete pontuais. Foi questão de alguns segundos até um destes ataques perfurar o coração do inimigo. Continuar lendo

Celúria em Jogo #3 – Classes e Especializações

Party

Em Celúria, aventureiros diversos percorrem a terra em busca de aventuras que possam lhe trazer glória, riqueza ou poder. Cada um desses aventureiros são diferentes entre si, mas pertencem a classes distintas.

Abaixo, trago uma singela modificação de classes e especializações feitas para o cenário. Muita coisa do manual básico do Old Dragon foi modificada e outras novas, baseadas em em Especializações feitas pela comunidade, foram adicionadas. Continuar lendo

Reinos de Celúria #4 – Torlosa

Torlosa

“Que não lhe careça fé; Que não turve sua iluminação.

Que não lhe falte compaixão com os fracos; Que atue severamente com os injustos;

Que os olhos de Antares sejam o seu farol; Que a bondade seja sua motivação;

Proteja-nos de tudo o que afasta da verdade, guardião luminoso;

Erga-se perante o mal; Submeta-se ao Criador.”

– Patri Ladósio. “O Código dos Inquisidores

Breve História: quase todos os torlosianos acreditam que são descendentes direto da Primeira Família. Há debates sobre de quem eles descendem, se do Filho, Filha ou da Semente, mas todos eles concordam que Torlosa existe pois o Sumo Altar existe. Esse cenário permite a fortíssima atuação da Igreja Antariana sobre a política local, governada por um Patri e um Sumo Senhor. Continuar lendo

Reinos de Celúria #3 – Lusia

Lusia Altaluz

Um louco abastado

É suficiente, então

Para transmutar um homem

De rei à vilão.

Para doar aos humildes

Esperança e gentileza,

Matérias desconhecidas

Àqueles aquém da nobreza.

Morbius devia ter grande senso de humor,

Pois pelo ouro recebido com a corda pagou.

Em Montesul só se ouvia

Um lamento irado

Daquele que viria a se tornar

O primeiro Nobre Esfarrapado.

– Dorian Falante. “O Nobre Esfarrapado

Breve História: os lusos ocupam a maior parte de Celúria. Eles fazem parte do maior reino em questão de território e economia. Continuar lendo

Reinos de Celúria #2 – Platônia

Platonia 3

“Dizem, em um arguido bradado por homens de caráter néscio, que nós, platoninos, somos contra a edificação da paz, da família e de deus. Essa confusão, sem dúvida, é causada pelo Culto da Ignorância Increpante e Adejante. Pelos adestradores que governam a nação com o auxílio das aves enxeridas, não nos restando escolha a não ser sussurrar ideais e lembranças de liberdade.”

– Abel Utri. “Um pássaro me contou

Breve História: os platoninos fugiram de Artemia juntamente com os euróques. As duas nações sempre foram muito unidas e a Platônia mantinha essa amizade através de acordos de mineração, produção científica, artística e religiosa, entre outras coisas. Ao chegar em Celúria, as duas nações se afastaram por um tempo, mas depois refizeram seus laços. Continuar lendo

Reinos de Celúria #1 – Euróquia

Euróquia 3

“O povo euróque, assim como um animal acuado, desconhece o medo e as consequências de uma ação impensada, ou como gostamos de classifica-las: corajosas. Porém, diferentes dos animais, eles não reagem com desespero frente à morte certa, mas com uma frieza medida pelo olhar de alguém que está morto mas continua de pé. Estes guerreiros, “mortos” antes mesmo do corte da espada, dão-me calafrios.”

Nephilo. “A Espada no Berço

Breve História: a Euróquia é uma nação vinda da Artemia após uma catástrofe provocada por um antigo vulcão que entrou em erupção. Os euroquianos encontraram Celúria após semanas a deriva sob o sol escaldante. Liderados por Sardis, o povo euróque, como também são chamados, estabeleceu moradia perto dos lagos da ilha sul, durante a Era da Retidão. Por isso, muitas vezes são vistos com maus olhos pelos os povos que viviam em Celúria durante a dominação das Três Coroas Pagãs. Continuar lendo

As Eras de Celúria #6 – A Era da Nova Alvorada

Exército montanhoso

“Ele era magro e alto como um pinheiro. Sua sombra mergulhou em minha alma. Eu não conseguia ver seus olhos, apenas um bico circundado por dentes, isso me causou muita angústia. Então ele decidiu gritar. Parecia um mergulhão, porém muito mais agudo. O desespero tomou conta da minha alma e decidi recuar, sem nunca dar as costas. De repente, parou e começou a sussurrar. Devo ter sido paralisado pelo medo, mas quando me dei conta, ele estava ao meu lado. Pôs o bico úmido e pegajoso próximo ao meu ouvido e, acariciando com os dentes, me disse algo. Chorei, pois vislumbrei seu rosto.”

Théus Yziva. “Pesadelos Sussurrados

São seis as eras conhecidas pelos humanos:

  • A Era Livre
  • A Era do Império
  • A Era da Conflagração
  • A Era da Ingratidão
  • A Era da Retidão
  • A Era da Nova Alvorada

Os eventos a seguir, acontecidos durante a Era da Nova Alvorada são rascunhos do pensador platonino Théus Yziva, famoso por contar alguns segredos sobre os Sussurradores em momentos de lucidez. Continuar lendo

As Eras de Celúria #5 – A Era da Retidão

Inquisição

“O brilho de sua armadura ofuscava a existência de Morin e de todos aqueles que ele amava. O orc instintivamente abaixou a cabeça, em obediência, e ouviu em um misto de apreensão e serenidade as palavras do guardião. Atuando como um salvador do espírito inerentemente corrompido dos gobnóides, Morin viria a conhecer a fé verdadeira naquele dia. Mas também a traição.”

– Fili Baldic. “Sobre a Guerra Pela Verdade

São seis as eras conhecidas pelos humanos:

  • A Era Livre
  • A Era do Império
  • A Era da Conflagração
  • A Era da Ingratidão
  • A Era da Retidão
  • A Era da Nova Alvorada

Os eventos da Era da Retidão são descritos pela Igreja Antariana, uma organização hierárquica formada para cultuar o Sumo Altar e perseguir os pagãos. Continuar lendo

Celúria em Jogo #2 – A Magia

Nuvens de magia

A magia é uma força natural capaz de manipular a ordem presente na natureza. Desta forma, ela pode ser utilizada tanto para criar ordem quanto caos. Segundo a Igreja Antariana, a magia é uma dádiva do Criador, distribuída na Terra Verde para torna-la mais habitável.

Todas as raças existentes antes da criação da magia aprenderam a dominá-la, e as que vieram depois, como os humanos, ficariam sem ela. Continuar lendo